O registro de todas as etapas de criação de um produto ou desenvolvimento de um serviço é fundamental para o sucesso de um negócio. Só assim é possível identificar falhas, corrigir a rota do que está inadequado, estudar melhorias e ter um respaldo técnico que garantirá mais segurança ao cliente e à própria empresa.

É neste contexto que existe o FMEA (Failure Mode and Effect Analysis), ferramenta utilizada para aumentar a confiabilidade de determinado produto ou processo desenvolvido por uma empresa.

Trata-se de um relatório minucioso de tudo o que a empresa produz e é responsável,desde o desenho até a utilização do produto ou do serviço. Por precisar estar sempre atualizado, etapa por etapa, o FMEA acaba sendo um documento vivo e que não desaparecerá do sistema da empresa — tal qual seu histórico de modificações.

Conhecido pelo uso majoritário no segmento automotivo, de fábrica de carros a modelos de máquinas do agronegócio, com uso obrigatório do mesmo na cadeia de produção. O FMEA é também uma ferramenta exigida para empresas que precisam retirar licenças oficiais de órgãos reguladores, como o ISO/TS 16949, norma de sistema de gestão da qualidade pro setor automotivo.


O Número de Prioridade do Risco (RPN) no FMEA

Todo registro de processo, etapa de produção e peças de produtos possuem uma nota que indica a dimensão de risco que esse elemento representa para a cadeia de processo e, eventualmente, para o cliente.

Essa nota é obtida durante a análise de falhas, em que é realizada a avaliação de criticidade dos processos. Nessa avaliação é gerado o Risk Priority Number (RPN, Número de Prioridade do Risco, em tradução livre) que é o resultado da multiplicação da nota individual (de 0 a 10) entre os três fatores a seguir:

– Probabilidade de ocorrência da falha;
– Severidade potencial dos efeitos da falha;
– Detecção (probabilidade de a falha ser detectada).

A nota dessa equação é o RPN, que servirá de indicador para entender a dimensão do risco daquele produto ou processo. Dessa forma, o FMEA pode ser revisitado a fim de realizar novas análises de falhas e diminuir a nota registrada, tomando medidas corretivas que influenciem em um ou mais fatores.

As ações para diminuir os valores de RPN auxiliam a eliminar ou reduzir a probabilidade de que falhas ocorram.

E quais os benefícios que o FMEA traz para a empresa?

Ter o FMEA como aliado no seu negócio traz uma série de ganhos para o negócio. Os benefícios podem ser identificados em diferentes estágios:

– Ajuda a eliminar eventuais gargalos nos processos e tarefas da produção de um serviço ou produto
– Aumenta a probabilidade de detecção de falhas em todos os processos
– Evita que produtos que apresentam inconformidades cheguem ao cliente
– Possibilidade de traçar um plano de controle que estabelece uma rotina e periodicidade de revisão para determinado produto ou processo
– Sistematiza grupos de atividades
– Auxilia a identificar as prioridades de melhorias, investimento, desenvolvimento, análises, testes e validação na cadeia de produtos ou serviços.

SAP FMEA – Otimize os ganhos da utilização do FMEA

Assim como Audit Management, tema do último post aqui no Insights, o FMEA também pode ser utilizado diretamente integrado às soluções SAP. No caso, é preciso ter implementado o módulo de qualidade (Quality Management) e, a partir daí, a ferramenta pode ser integrada sem a necessidade de adquirir novas licenças, no SAP ECC 6.0 ou no SAP S/4HANA.

A possibilidade de utilização da ferramenta de maneira integrada à SAP garante ainda mais ganhos para a empresa: por se tratar de uma base integrada, sem a necessidade de utilizar mais de um software ou planilhas separadas, e com um cockpit prático e de fácil utilização, os riscos de ter problema com o FMEA são mitigados.

Além disso, para utilizar o FMEA no ECC ou S/4HANA não é necessário adquirir novas licenças junto a SAP. Trata-se de uma ferramenta standard e de fácil implementação e utilização.

Quer saber mais como o SAP FMEA pode alavancar os negócios e garantir quick wins para uma empresa? Entre em contato com um de nossos consultores especialistas na ferramenta!